quarta-feira, 10 de agosto de 2016



VAGAS ATUALIZADA
26/08/2016

TORNEIRO MECÂNICO
MASCULINO
COM EXPERIÊNCIA

AGENTE DE PORTARIA
PCD
COM EXPERIÊNCIA E CURSO DE ATENDIMENTO DE PORTARIA

ARRUMADOR DE VITRINE
MASCULINO
COM EXPERIÊNCIA

ASSISTENTE DE VENDAS
FEMININO
COM EXPERIÊNCIA

AGENTE DE CRÉDITO
MASCULINO OU FEMININO
ENVIAR CURRICULUM PARA:      gleyseborsoi@hotmail.com







segunda-feira, 4 de julho de 2016




Coordenador do Sine participa de capacitação em Marabá

Por Antonio Fernandes

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) realizou no último dia 4 de agosto em Marabá a Oficina de Capacitação para o Desenvolvimento da Agenda Regional de Trabalho Decente de Carajás. Com o objetivo de se capacitar e repassar o conhecimento, visando um melhor atendimento no Sine Parauapebas, o coordenador do órgão, Batista Everton, esteve participando do evento que contou, também, com a presença de representantes de trinta e nove municípios.

A programação teve início por volta das 8h e durante o dia os participantes tiveram oficinas com temas como “Aplicação do Módulo para Conceituação do Trabalho Decente”, conduzida pelo oficial do Projeto do Programa de Combate ao Trabalho Forçado da Organização Internacional do Trabalho, Antônio Carlos Mello, “Aplicação do Módulo para Elaboração e Implementação de Agendas Subnacionais de Trabalho Decente”, ministrado pela consultora da OIT, Patrícia Lima, entre outros.

Um dos pontos altos do evento foi a apresentação do coordenador do projeto Monitorando e Avaliando o Progresso no Trabalho Decente da OIT, José Ribeiro, que apresentou os Indicadores de trabalho decente da região de Marabá. Em sua explanação, José Ribeiro discorreu sobre défices de trabalho, agenda de trabalho decente, conceito de agenda e explicou temas como governabilidade tripartite, agendas subnacionais, transversalidade e o diálogo social no mundo do trabalho.

O encerramento da capacitação se deu com a entrega dos certificados e, para o coordenador do Sine Parauapebas, o evento foi muito importante. “A agenda subnacional do trabalho decente vai promover oportunidades para que homens e mulheres passem a conseguir um trabalho produtivo e de qualidade em condições de liberdade, equidade, segurança e dignidade e o evento nos esclareceu dúvidas e nos fez entender melhor o tema para termos um atendimento melhor às pessoas que procuram o Sine”, disse Batista Everton.